Alunos de escola pública são 27% dos inscritos na Unicamp

Educação Ensino superior

Os candidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas são 17,3% dos inscritos este ano, contra 16,5% no vestibular anterior.

4940202221_e0cc25c894_z

O vestibular da Unicamp teve um aumento no número de inscritos, mas a proporção de estudantes de escolas públicas se manteve em 27%. Os dados estão sendo divulgados pela Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest). No estado de São Paulo, mais de 85% dos estudantes concluem o ensino médio em escolas públicas.

Os 73.818 inscritos no Vestibular Unicamp 2014 representam um recorde. O número de estudantes de escolas públicas é praticamente o mesmo do ano passado, de 27,2%. Já os candidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas representam 17,3% do total de inscritos este ano, ou seja, 12.808 estudantes, contra 16,5% no vestibular anterior.

A Unicamp não adota mecanismos de cotas, mas sim de bônus. A partir deste ano, a Unicamp dobrou o bônus dado a estudantes oriundos de escolas públicas. O Programa de Ação Afirmativa e Inclusão Social da Unicamp (PAAIS) bonifica os estudantes que tenham cursado o ensino médio integralmente em escolas públicas brasileiras com 60 pontos (antes eram 30) a mais na nota final do vestibular. Já os estudantes que tenham cursado o ensino médio integralmente em escolas públicas e que se autodeclarem pretos, pardos ou indígenas recebem, além dos 60 pontos, outros 20 (eram 10) pela cor/etnia, totalizando 80 pontos.

No Vestibular Unicamp 2014, os candidatos disputarão 3.460 vagas distribuídas em 69 cursos da Unicamp e dois cursos da Famerp – Faculdade pública de Medicina e Enfermagem de São José do Rio Preto.

(Com informações da Comvest)

Deixe um comentário

  • (não será exibido)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>