Transexuais já podem solicitar uso do nome social no Enem

Educação Ensino técnico

Participantes devem fazer a solicitação pela internet, enviando foto e documento de identificação

Formação do programa
Transcidadania, da Prefeitura de SP Formação do programa Transcidadania, da Prefeitura de SP

01/06/2016

Os candidatos transexuais ou travestis que vão participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e quiserem ser identificado pelo nome social no dia das provas devem fazer a solicitação pela internet a partir desta quinta, 1º de junho. O prazo vai até o dia 8. No dia do exame, eles deverão ser tratadas pelo nome com o qual se identificam e não pelo que consta no documento de identidade. Os participantes travestis e transgêneros também têm garantido o direito de usar o banheiro do gênero com o qual se identificam.

O uso do nome social deve ser solicitado exclusivamente na Página do Participante do Enem. O candidato deve enviar formulário específico pelo sistema, acompanhado de foto e documento de identificação.Os participantes travestis e transgêneros também têm garantido o direito de usar o banheiro do gênero com o qual se identificam.

Desde 2014, o Enem recebe o cadastro para o uso do nome social. O número de inscrições subiu de 102, na edição de 2014, para 278 na edição de 2015. O espaço acadêmico ainda é pouco ocupado por trans e travestis – a política de nome social no Enem é uma forma de favorecer sua presença no ensino superior. O Enem também pode ser usada para certificação do ensino médio: para isso, é necessário ter acima de 18 anos, indicar essa opção no momento da inscrição e ter nota mínima de 450 em cada área do conhecimento e na redação.

Com informações da Agência Brasil

 

Deixe um comentário

  • (não será exibido)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>