Inscrições para o Sisu 2017 começam dia 24/1

Educação Ensino superior

Sistema seleciona candidatos para 238 mil vagas em instituições públicas de ensino superior

Foto: Diogo Moreira/A2img Foto: Diogo Moreira/A2img

O Ministério da Educação (MEC) divulgou o edital do processo seletivo do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para o primeiro semestre de 2017. As inscrições vão de 24 a 27 de janeiro. O Sisu utiliza a nota do Enem para fazer a seleção para instituições públicas de ensino superior, incluindo universidades federais, estaduais e institutos federais. Este ano, serão 238 mil vagais, um crescimento de 4,5% em relação a 2016. Para participar, é preciso ter feito o Enem no ano passado e não ter zerado a redação. Porém, cada instituição de ensino pode estabelecer critérios para cada curso e turno – como uma média mínima ou notas mínimas para cada prova. As universidades e institutos federais seguem a Lei de Cotas, que reserva vagas para estudantes de escola pública e, dentre esses, negros e indígenas, estudantes de baixa renda e pessoas com deficiência.

Sisu

Período de inscrição: 24 a 27 de janeiro

Taxa de inscrição: não há

Como se inscrever: pelo site do Sisu (http://sisu.mec.gov.br/)

Critérios: ter feito o Enem 2016 e ter tido nota maior que zero na redação

Vagas: neste semestre, serão oferecidas 238.397 vagas em 131 instituições públicas de educação superior

Como funciona: o candidato pode escolher duas opções de curso. Ao longo do período de inscrição, ele pode alterar suas opções. Ao mesmo tempo, o sistema divulga as notas de corte para cada curso, atualizadas periodicamente. Dessa forma, o candidato pode migrar a opção de acordo com a nota que obteve no Enem.

Ação afirmativa: todas as instituições federais (universidades e institutos de educação, ciência e tecnologia) devem seguir a Lei de Cotas e reservar vagas para estudantes que cursaram o ensino médio em escola pública, para negros e indígenas, para estudantes de baixa renda e para pessoas com deficiência. Além disso, as universidades podem ter programas próprios para inclusão. Portanto, o candidato pode concorrer para as vagas reservadas pela Lei de Cotas, pelas destinadas a outros programas e pela ampla concorrência. Porém um candidato não pode escolher como suas duas opções modalidades diferentes no mesmo curso e instituição. Além disso, as universidades podem adotar critérios próprios de acréscimo na nota (bônus). Nesse caso, o candidato concorre às vagas na ampla concorrência.

Resultado: será divulgado no dia 30 de janeiro e a matrícula deverá ser feita nos dias 3, 6 e 7 de fevereiro. Aqueles que não forem selecionados poderão participar da lista de espera, entre 30 de janeiro e 20 de fevereiro.

Deixe um comentário

  • (não será exibido)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>