Cai número de inscritos no Sisu e no ProUni em 2017

Educação Ensino superior

Programas fazem a seleção para vagas no ensino superior público e privado a partir da nota do Enem

Foto: Marcos Santos/USP Imagens Foto: Marcos Santos/USP Imagens

O número de candidatos para os processos seletivos do Sistema de Seleção Unificado (Sisu) e do Programa Universidade para Todos (ProUni) caiu este ano em relação a 2016. Ambos usam a nota do Enem: no caso do Sisu, para selecionar estudantes para instituições públicas de ensino superior e, no caso do ProUni, para bolsas integrais e parciais em instituições privadas.

Em 2017, 2,5 milhões de pessoas tentaram uma vaga no Sisu, uma queda de 7,5% em relação aos 2,7 milhões de inscritos no ano passado. As mulheres foram 57% do total de candidatos em 2016. Como cada um pode se inscrever em até dois cursos, houve um total de 4,9 milhões de inscrições. Foram disponibilizadas 237.840 vagas. Consideradas as duas opções de curso permitidas no Sisu, administração foi o curso mais procurado, com 269.182 inscrições registradas. A concorrência chegou a 29,7 candidatos para 9.045 vagas em todo o país. Pedagogia (240.511 inscrições para 9.106 vagas), Direito (238.081 para 6.743), Medicina (220.207 para 4.624) e Educação Física (177.004 para 4.962) aparecem em seguida.

Já as inscrições para o ProUni caíram de 1,6 milhão em 2016 para 1,5 milhão este ano. Para participar do programa, é necessário ter feito o ensino médio em escolas públicas (ou particular com bolsa) e ter renda familiar de 1,5 salário mínimo por pessoa, para bolsas integrais, ou até 3 salários mínimos por pessoa, para bolsa de 50%. No total, foram ofertadas 214.242 bolsas em 13.521 cursos, distribuídos em 1.065 instituições de ensino de todo o Brasil. Como no Sisu, a maioria das inscrições foram de mulheres: 60% do total. Dois terços dos candidatos tinham até 22 anos. As inscrições por ampla concorrência somaram 1.810.885 e por cotas 1.165.665. Os cursos mais disputados foram Direito, com 268.864 inscrições, Administração (268.041) e Pedagogia (180.020).

Em 2016, o Ministério da Educação não divulgou o total de inscritos para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), mas no último dia de inscrições, havia 476,7 mil inscritos. Este ano, o programa totalizou 556 mil inscrições. Desde o ano passado, a seleção se dá pela nota do Enem e o programa passou a beneficiar apenas candidatos com renda familiar per capita de até 3 salário mínimo. Pelo Fies, o estudante financia a mensalidade ou parte dela, de acordo com o comprometimento do orçamento familiar. O prazo para pagamento depois da conclusão será de três vezes a duração do curso, com juros de 6,5% ao ano.

Deixe um comentário

  • (não será exibido)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>