Saiba como solicitar o Passe Livre Escolar 2019

Educação Ensino técnico

Benefício prevê isenção ou cobrança da metade da taxa do transporte público (ônibus e metrô) para estudantes e professores da rede pública de ensino

Foto de André Borges/ Agência Brasília Foto de André Borges/ Agência Brasília

O Passe Livre Escolar no município de São Paulo, benefício que prevê isenção ou cobrança da metade da taxa do transporte público (ônibus e metrô) para estudantes e professores da rede pública de ensino, está disponível para requisição ou revalidação desde o 7 de janeiro de 2019, através do site oficial da SPtrans (São Paulo Transporte S.A.)

Meia Cota
A meia cota é destinada a professores da rede pública de ensino, estudantes de ensino fundamental e médio da rede privada; estudantes de ensino superior e tecnológico da rede pública ou privada; estudantes de cursos técnicos e profissionalizantes, da rede pública ou privada após análise e estudantes dos cursos do PRONATEC. O benefício garante desconto de até 50% nas passagens do Sistema Ônibus e Trilho (Metrô/CPTM) aos estudantes que possuem a Carteira de Identificação Estudantil conveniada com o Bilhete Único.

As(os) estudantes e professores interessados em utilizar o Passe Livre Escolar em 2019 devem acessar o site, preencher o formulário de cadastramento com a composição de renda familiar, situação ocupacional e rendimento de cada membro da família. Por último deve pagar uma taxa de R$ 30 para liberação da cota.

Cota de Gratuidade
Destinada para estudantes de baixa renda da rede pública municipal, estadual e federal de ensino; estudantes de ensino fundamental, médio e técnico profissionalizante; estudantes de ensino superior público e tecnológicos, estudantes da rede particular de ensino superior dos Programas Governamentais: PROUNI, FIES, Escola da Família e Cotas Sociais e estudantes do PROJOVEM URBANO. As cotas de gratuidade são duplas. Cada cota dá direito a 2 viagens de 2 horas cada com até 4 embarques por viagem, e até 2 embarques/dia no sistema trilho (Metrô e CPTM), somando um total 48 cotas mensais.

Até o ano de 2017 as(os) estudantes que se auto declarassem baixa renda no sistema de cadastramento da SPtrans recebiam automaticamente o benefício. Entretanto, a partir do início de 2018 a prefeitura de São Paulo exigiu a apresentação do Cadastro Único para Programas Sociais – CADÚnico. Para conseguir se cadastrar no CADÚnico, a(o) estudante deve realizar uma entrevista com uma assistente social do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) mais próximo de sua casa e levar consigo os seguintes documentos, próprios e das pessoa que moram com ela(e), para certificar a baixa renda:

  • CPF ou o Título de Eleitor originais.
  • RG, CPF, Carteira profissional, Título de eleitor, Certidão de nascimento OU certidão de casamento;
  • Declaração Escolar de todas as crianças e adolescentes que estudam;
  • Comprovante de residência com CEP (o mais recente possível).

Após a entrevista, o CRAS fornecerá o NIS (Número de identificação social), que o estudante deverá inserir em seu cadastro junto à SPTrans. Por último deve pagar um taxa de R$ 30 para liberação da cota.

*Para mais informações sobre o funcionamento do Passe Livre Escolar acesse o Manual de Instrução para Estudantes

 

Um comentário para “Saiba como solicitar o Passe Livre Escolar 2019”

  1. Jucineide

    Sou beneficiaria do programa bolsa familia, mas não consigo fazer a declaração do baixa renda para ter direito a gratuidade do bilhete unico

    Responder

Deixe um comentário para Jucineide

  • (não será exibido)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>